Combater os preconceitos contra o turismo


foto/divulgação

              A palestra do secretário Nacional de Políticas de Turismo do Ministério do Turismo, Vinicius Lummertz Silva, no Encatho, foi marcada por críticas ao que ele chamou de “preconceitos contra o turismo”. Segundo ele, temos que apreciar as potencialidades do país e cabe ao trade cada vez mais desconstruir essas ideias errôneas. Lembrou que muitas vezes a própria comunidade se coloca contra investimentos como construção de estradas de acesso a praias como algo supérfluo, sem se ater à importância econômica que a atividade representa para a sociedade. “A leitura da lógica econômica da atividade deve ser cada vez mais explicitada” aconselhou. “O turismo é bom para a sociedade” acrescentou ao citar o grande desenvolvimento econômico que a atividade propiciou à cidade de Gramado, exemplo de destino que explora o turismo o ano todo.

            Lembrou também da falta de infraestrutura para o desenvolvimento dos destinos e a total falta de exploração dos parques nacionais que poderiam gerar renda para as comunidades do entorno e desenvolver a atividade turística como acontece em outros países com os Estados Unidos, que geram renda de 150 bilhões de dólares/ano. No Brasil, com exceção do Parque do Iguaçu, do Parque da Tijuca, do Corcovado e Fernando de Noronha, todos os demais são áreas ociosas.

             Para Vinicius falta qualificação e mais politização no debate sobre turismo. Lembrou que é o investimento que dá retorno mais rápido, mas falta compreensão sobre a atividade e seu potencial econômico e social. “É irrisório o que fazemos diante do potencial que temos” observou, anunciando que o Ministério do Turismo está elaborando plataformas que vão possibilitar a captação de investimentos para a elaboração de um plano de desenvolvimento do turismo nacional.

Comentários

Postagens mais visitadas