Clic na imagem para ampliá-la
A Fortaleza de Santa Cruz, localizada na Ilha de Anhatomirim, foi a principal fortificação do antigo sistema defensivo da Ilha de Santa Catarina, projetada e construída pelo brigadeiro português José da Silva Paes a partir de 1739.

Este sistema era composto ainda pelas fortalezas de São José da Ponta Grossa, Santo Antônio de Ratones e Nossa Senhora da Conceição de Araçatuba. 
Pertencente ao Ministério da Marinha, a Fortaleza de Anhatomirim foi tombada, em 1938, como Patrimônio Histórico e Artístico Nacional, permanecendo anos em total abandono até ser redescoberta e restaurada nas décadas de 70 e 80, quando passou à guarda e manutenção da Universidade Federal de Santa Catarina.
Atualmente, as fortalezas catarinenses, gerenciadas pela Universidade Federal, constituem-se num dos maiores e mais bem conservados conjuntos de arquitetura militar do Brasil, e um dos principais pontos de atração turística de Santa Catarina. 
A Fortaleza de Anhatomirim foi sede do primeiro governo da Capitania de Santa Catarina, a primeira a ser adotada pela UFSC em 1979, e também a primeira a ser restaurada. Além disso, recebe hoje aproximadamente 65% do contingente de mais de 200 mil pessoas de todo o mundo que visitam as fortalezas anualmente.
Localização e forma de acesso:
A Fortaleza está localizada na Ilha de Anhatomirim, na entrada da Baía Norte, Município de Governador Celso Ramos, Santa Catarina. Pode-se chegar a esta Fortaleza através dos serviços de escunas que fazem passeios marítimos na região, partindo de diferentes pontos do centro de Florianópolis: próximo à Ponte Hercílio Luz, junto ao Veleiros da Ilha, Trapiche da Beira Mar Norte e da Praia de Canasvieiras. 
Ainda é possível chegar ao local saindo da BR-101, no acesso sul de Governador Celso Ramos, viaduto do km 182, e percorrendo cerca de 8 km até a Praia da Caieira onde há sempre algum barqueiro disponível para a travessia marítima de aproximadamente 3 km até a Ilha de Anhatomirim. 
Outras pequenas embarcações de passeio também fazem o traslado para Anhatomirim a partir das várias outras praias de Governador Celso Ramos, como Praia do Antenor, Baía dos Golfinhos, Fazenda da Armação, entre outras.
Horário de Funcionamento:
Temporada de verão: das 9 às 18 h (final de dezembro a final de fevereiro). 
Demais meses: das 9 às 17 h.

Taxa de Manutenção:
Para visitar a Fortaleza é cobrada uma pequena taxa de manutenção de R$ 4,00. Estudantes, mediante comprovação, pagam metade do valor, e idosos com mais de 65 anos e crianças com menos de cinco anos estão isentas da taxa. Para quem deseja visitar as Fortalezas de Ratones e Anhatomirim no mesmo passeio, é possível adquirir o passe duplo a R$ 5,00 e R$ 2,50 (estudante). Essa taxa de visitação é empregada na conservação e manutenção da Fortaleza.

Mais Informações:
Universidade Federal de Santa Catarina - UFSC
88040-900 Florianópolis SC Brasil
Projeto Fortalezas da Ilha de Santa Catarina
Telefone: (48) 3721 8302 e 3721 9459
e-mail: secarte@reitoria.ufsc.br 
http://www.fortalezas.ufsc.br


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Roteiro da Viagem, - Destino Gramado, entre a Serra Catarinense e a Gaúcha.

Praias de nudismo em Santa Catarina