Postagens

Mostrando postagens de Julho 24, 2011

Como deve ser o setor de serviços de turismo do novo milênio?

Fazer previsões de como o turismo se desenvolverá durante o terceiro milênio não é tarefa fácil. Podemos nos permitir exercitar a futurologia, se valendo dos livros e filmes da ficção. Uma coisa é certa em qualquer cenário: os serviços do nosso setor deverão ser sempre prestados com qualidade, utilizando as mais modernas tecnologias e sempre priorizando a empatia do cliente, pois a personalização é uma realidade inexorável. Sermos impecáveis em nosso atendimento já se tornou condição imprescindível para o consumidor. A melhor formação cultural, com a popularização do ensino e a ascensão de classes médias com poder de compra, criará uma onda de clientes exigentes, usuários intensos de tecnologias e com muito atentos à relação custo-benefício. O trade continuará ofertando serviços com ampla faixa de preços e itens segmentados por mercado. Entretanto eles não terão diferenças tão gritantes de preço e qualidade quanto hoje em dia, pois incorporarão benefícios, avanços de materiais, inovaçõe…
O sorriso e simpatiaainda serão os grandes diferenciaisdos próximos anose que serão fundamentaispara os casos de sucesso. Os avanços da ciência e do conhecimento permitirão baratear os custos. As formas de compras tanto para o setor como para o hóspede acontecerão das mais variadas formas, confortavelmente feitas em casa, no trabalho ou em qualquer lugar de maneira rápida, permitindo uma serie de escolhas. O transporte aéreo será ainda mais rápido, viabilizando o surgimento de clientes internacionais de apenas um dia de viagem, um personagem que merece atenção e diferenciação no seu atendimento. Os hotéis poderão ambientar seus quartos com inúmeras atmosferas paisagísticas, através de paredes sensoriais que criarão imagens de locais, sensações e vivências através de sons e imagens. Os hologramas serão utilizados nas funções básicas como check in. Por fim, independente do padrão de avanço técnico que obtenhamos, o calor humano e a atenção personalizada serão sempre os itens que caracteriz…

FITE Y FITPERÚ SE UNEN PARA FORTALECER EL TURISMO BINACIONAL

Imagem
La Feria Internacional del Turismo en Ecuador abre convocatoria a operadores, agencias y hoteles nacionales: -Bolivia, Israel, El Salvador y Turquía han confirmado su participación en Fite y se suman a los habituales países presentes en el evento. -Empresarios Peruanos y Ecuatorianos se darán cita en Septiembre (FITE) y en Noviembre (Fitperú) para realizar rondas de negocios.
Guayaquil, 28 de julio de 2011.-La Feria Internacional del Turismo en Ecuador, FITE 2011, se une a la Feria Internacional de Turismo en Perú, Fitperú, en un esfuerzo por fortalecer las relaciones binacionales mediante un importante reglón de la economía: el turismo.
La Fite a realizarse del 22 al 25 de septiembre en el Centro de Convenciones de Guayaquil Simón Bolívar, recibirá diversos operadores y empresarios peruanos que comprarán destino Ecuador, y realizarán ofertas especiales para visitar el país inca.Por su parte, los empresarios y operadores ecuatorianos acudirán entre el 24 y 27 de Noviembre a Trujillo, en e…

PERIODISTAS LATINOAMERICANOS DE TURISMO ACUERDAN UNIRSE EN ORGANISMO INTERNACIONAL

Imagem
Trabajar para la organización de un organismo técnico que unifique continentalmente a los periodistas latinoamericanos de turismo, fue uno de los acuerdos del Seminario Internacional “Periodismo y Turismo” organizado recientemente en La Habana, por el Instituto de Turismo “José Martí” de la Unión de Periodistas de Cuba.
Este evento que se realiza anualmente en la capital cubana, reunió a más de una veintena de comunicadores de turismo procedente de Nicaragua, Perú, Panamá, Colombia, Ecuador, Argentina y el país sede, con el propósito de contribuir a la ampliación de su bagaje profesional, como también para propiciar un necesario intercambio de conocimientos y experiencias, orientados a la conformación futura de un ente cohesionador de los periodistas de turismo de la región latinoamericana.

Madrid é uma das mais belas e agitadas capitais da Europa.

Imagem
Situada na região central da Espanha, cercada por terras áridas, Madri é a capital de maior altitude na Europa. Foi fundada pelos árabes como uma fortaleza, assim permanecendo até que Afonso VI a ocupou, em 1083. Felipe II fez dela a capital da corte em 1561. Desde então a cidade floresceu, tornando-se vibrante, dinâmica, moderna sem deixar de preservar seu patrimônio histórico e cultural. Dinâmica e moderna, percorrer as ruas desta cidade é descobrir em cada recanto, atrativos e prazeres diferentes.

Cartão postal - Ponte Hercílio Luz

Imagem
Sob o oceano atlântico, ali está à majestosa Ponte Hercílio Luz, localizada em Florianópolis no estado de Santa Catarina- Brasil Devido problemas em sua estrutura e expostos as intempéries, foi fechada por duas vezes, uma nos anos de 1982 e depois, definitivamente no ano de 1991. Sua edificação foi construída de aço e sustentada por barras de olhal. (Parafusos)

Abrajet faz evento em Gravatal

A ABRAJET/SC realiza de 29 à 31 de julho, no Hotel Internacional de Gravatal um grande encontro. Lá serão discutidos assuntos relacionados com o turismo na região sul do Estado. Assuntos internos da Entidade, inclusive os relacionados ao Congresso de Belém que será realizado em setembro estão na pauta do encontro.
O presidente da ABRAJET/SC, Alberto informa que assuntos como a BR 101 Sul, sua duplicação e seu efeito no setor turístico do Estado, as potencialidades da região Sul, a importância do jornalista especializado no enfoque das características de cada região, também serão discutidos.

Pesquisa mostra que turistas deixarão US$ 9,2 bilhões no Brasil durante a Copa de 2014

De acordo com pesquisa do Ministério do Turismo, realizada pela FGV (Fundação Getulio Vargas), a Copa do Mundo de 2014 deve atrair 7,2 milhões de turistas estrangeiros ao Brasil, durante todo o ano do evento, que deixarão no País cerca de US$ 9,2 bilhões.
Segundo a nota do Setor Externo do Banco Central, os turistas estrangeiros deixaram no Brasil aproximadamente US$ 6 bilhões em 2010, ou seja, a expectativa do Ministério é que, durante o ano da Copa, os gastos dos visitantes de fora sejam 55% maiores do que no ano passado.