Destino Piratuba (SC) Nostalgia, gastronomia, educação e cultura entre vários outros atrativos turísticos, da região.

Piratuba é um município brasileiro que está localizado no meio oeste catarinense. “Situado a uma “latitude 27º25’11” sul e a uma longitude 51º46’19” oeste, estando com altitude de 430 metros acima do nível do mar, tem clima subtropical úmido.
 O município conta população estimada em 4.707 habitantes, segundo IBGE em 2011. Possui um território de 149, 741 km². Piratuba conta com uma boa rede hoteleira. Existem 14 hotéis e diversas alternativas de hospedagem.

Foto noturna de Piratuba(SC)
O jato de água quente que jorra a 30 metros de altura, é a marca registrada da cidade. A descoberta dessa fonte de água com qualidades terapêuticas- a 650 m de profundidade e que chega á superfície 30°C de temperatura, fez com que o município desenvolvesse sua vocação turística. Atualmente a rede hoteleira dispõe de 2.500 leitos. Esta capacidade representa mais que a metade da população da cidade. Além de clinicas que oferecem deversas terapias, um grande parque aquático, centro de eventos e bons restaurantes. O passeio de Maria Fumaça que percorre um trajeto de 25 km até Marcelino Ramos (RS) e atravessa a ponte sobre o Rio Uruguai, descortina paisagens únicas.


Diversas festas movimentam a cidade durante o ano. Em janeiro tem a Kerbfest e a Noite do Hawai; em fevereiro, a festa de aniversário da cidade; em março, o FECAPI, em junho a Festa do Agricultor; em setembro Festival Nacional de Cinema e Vídeo Rural e dezembro ocorre a abertura da temporada de verão a tradicional queima de fogos do Réveillon, que reúne cerca de 30 mil pessoas (dados do réveillon 2011/2012, segundo informações da Polícia Militar). Aos domingos e feriados, sempre às 11h, é feita uma demonstração do jato d'água, que atinge uma altura de 30m, com pressão natural.

Com a construção da Ferrovia São Paulo Rio Grande, ligando o Sul do Brasil às regiões centrais do país, no início do século XX, instalou-se às margens do Rio do Peixe o primeiro povoado. Eram operários da empresa norte-americana Brazil Railway Company, responsável pela obra da estrada de ferro. O trecho ferroviário cortando o território catarinense ao longo do leito do Rio do Peixe teve suas obras realizadas entre 1907 e 1910.

Com a conclusão do traçado a partir de 1913 várias famílias, principalmente de origem alemã e italiana vindas do Vale do Rio dos Sinos e Região do Caí - a chamada Colônia Velha Gaúcha - chegaram à Estação Rio do Peixe, dando início ao desenvolvimento da Vila Rio do Peixe, que pertencia ao Município de Campos Novos.


O pequeno vilarejo foi elevado à categoria de distrito em 1923, sendo reconhecido como município em 1948. Sua instalação com o nome de Piratuba aconteceu em 18 de fevereiro de 1949. A opção reverencia o mais antigo habitante desta região: O índio Guarani; que em sua língua, o Tupi-Guaraní, a denominação desta simpática cidade se traduz como (abundância de peixes).

O município que por décadas teve sua economia baseada no transporte ferroviário de cargas, na exploração da madeira e na indústria frigorífica, com a estagnação dos meios acabara por inaugurar um novo período a partir de 1964, com a chegada da Petrobras, que, embora não encontrando o “ouro-negro”, descobriu um lençol de águas sulfurosas, numa profundidade de 674 metros, aflorando com a temperatura de 38,6 graus, dando início complexo termal formado pela Companhia Hidromineral de Piratuba, criada em 1975.


Os anos seguintes trouxeram o desenvolvimento do parque termal, com a implantação da rede hoteleira levando ao surgimento do turismo como base principal da economia local. Em 2001 foi inaugurado o complexo energético da Usina Hidrelétrica Machadinho.




Municípios limítrofes:
Os limites do município são com os municípios de Ipira a norte, Capinzal a leste, estado do Rio Grande do Sul a sul e Alto Bela Vista a oeste.
Situada às margens do Rio do Peixe, no meio-oeste catarinense, seu relevo é predominantemente montanhoso.

Turismo
Com a descoberta do lençol de águas termais sulfurosas, de ricas propriedades minerais e terapêuticas, logo se desenvolveu um balneário. Um jato de água quente de 30m de altura é a maior atração da Estância Hidromineral de Piratuba, que conta com vários hotéis, infra-estrutura de tratamento e de lazer, piscinas, quadras de esporte e acompanhamento médico, incluindo também tratamentos à base de argila, massoterapia, trilhas ecológicas e espaço para a realização de eventos.
Localizada em cenário privilegiado, no Vale do Rio do Peixe, Piratuba oferece ainda a prática de trekking e passeios de barco no lago da usina hidrelétrica de Machadinho.

Atrativos
Dos hotéis fazenda, nesse caso a Fazenda do Engenho Parque Hotel


Localizado no meio Oeste Catarinense, na SC 303, km 21, a 6 km da cidade e do Balneário das águas Termais de Piratuba. A Fazenda do Engenho Parque Hotel oferece em sua forma de hospedagem confortáveis cabanas e apartamentos, as quais se encontram em total harmonia com a natureza.


Com um variado cardápio da culinária típica da região, possui uma saborosa comida campeira que se destaca como também quadras, passeios e trilhas, além de todo o lazer que o hotel oferece, com mais de 300.000 m2 de área emoldurada por bosques espelhados nas águas cristalinas dos lagos.


O turista que está hospedado na Fazenda do Engenho Parque Hotel, tem a sua disposição todo o lazer livre, o qual inclui passeios, trilhas e quadras de esportes em meio à natureza que se oferece em beleza e alegria.

Serviço:
Fazenda do Engenho Parque Hotel
SC 303 km 21 Lª Serraria- Piratuba – SC- Fone (0xx49) 3553 - 0012 / 3553 – 0465

IPIRA a região que inspira cultura



“Todas as terras do Brasil são belas e muitas lindas cidades já vi. Mas a mais linda de todas elas é Ipira, que inspira a viver e a sonhar.”


No meio oeste de Santa Catarina já dizia o Tupi Guarani, na encosta do rio que no Uruguai deságua: aqui nasceu IPIRA; pira, peixe; i água; Do inicio do século XX, os registros das primeiras histórias, caboclos e tropeiros cruzando campos e matas em que deixa memorizada traços fortes de uma época.


A história de Ipira começou no final do século XIX, mais especificamente em 1890, época que chegaram nessas terras os primeiros colonos vindos do Rio Grande do Sul. Esses colonos ocuparam algumas áreas onde atualmente conferem comunidades do interior de Ipira.

Chega à época a estrada de ferro que nela traz um contingente étnico, entre alemães e italianos onde fundaram as primeiras vilas. Desde então há um século vem se desenvolvendo e tendo já 50 anos, como município. Ipira vive a influencia dos europeus, legado deixado pelas fortes raízes. Ipira respira cultura e arte. Jovens e adultos fazem de Ipira, um lugar que inspira.

Serviço:
Secretaria da cultura, turismo, indústria e comercio.
Telefone: (49) 3358-0684 - cultura@ipira.sc.gov.br

Alto Bela Vista, - A capital catarinense do Coalho


O município de Alto Bela Vista é constituído por cerca de 2 (dois) mil habitantes. Sua economia é baseada principalmente na agropecuária. Além de seu reconhecimento como a Capital Catarinense do Coalho, Alto Bela Vista também é conhecida por ser o município pioneiro da Jiricada. A história da cidade, que teve áreas alagadas com a construção da Usina Hidrelétrica de Itá, é conservada na Casa da Memória e Cultura realocada na época da barragem para a sede do município.


Possui atrativos naturais, como a seqüência de três quedas d'água no Rio Velho Vicente e o nome do município é fruto do relevo encontrado no local na vinda dos primeiros colonizadores.



Serviço:
Prefeitura Municipal de Alto Bela Vista
Gerência Municipal de Cultura, Esporte e Turismo
Fone: (49) 3455-9003
cultura@altobelavista.sc.gov.br

A região está aproximadamente a 426 km, - Distante de Florianópolis- Capital
Tempo de viagem em ônibus de excursão, - estimativa de 5 horas e 20 mim./ termômetros de baixa temperatura registram um pro médio invernal na casa dos 22 a 10 graus de temperaturas.


Jornalista,-  Mariza Ortiz Carvalho

Comentários

Postagens mais visitadas