Equador reforça promoção e atrativos turísticos no mercado brasileiro

O espaço do Equador na TravelMart Latin America chamou a atenção. Uma área de atendimento e uma espécie de praça de alimentação que ocupavam um bom pedaço do Centro de Convenções CentroSul, onde a feira aconteceu. Em 2010 o país recebeu 1,49 milhão de turistas, sendo os Estados Unidos, Espanha, Colômbia e Peru os principais emissores. A idéia então é conseguir incluir brasileiros nesse grupo (no último ano foram registrados 16 mil visitantes brasileiros). Motivos para isso não faltam, são muitas as opções de turismo. A principal dificuldade também já foi detectada: problemas de conexão aérea. 

Valdir Walendowsky sendo homenageado pela subsecretária de Turismo do Equador, Narcisa Cardenas

“Esses problemas de conectividade limitam muito a ida de brasileiros para nosso país. Não existem vôos diretos, o que torna essa locomoção muito complicada. Temos que mudar essa situação. Ter um vôo Quito-São Paulo seria espetacular”, almeja Narcisa Cardenas, subsecretária de Turismo do Equador. 
Para isso, o trabalho de promoção no Brasil está sendo intensificado. “Nós temos 12 produtos turísticos. Temos o que o brasileiro procura e o nosso povo parece muito com os brasileiros, temos a mesma alegria em comum. O Brasil está na nossa mira”, avisa. 
O Equador está promovendo que chama de Turismo Consciente. “Que consiste em uma experiência de vida transformadora, que gera um crescimento pessoal e nos converte em pessoas melhores. Um novo conceito, que sustenta os princípios de sustentabilidade e ética, além de promover os valores de paz, amizade e respeito. Já temos o apoio da OMT e da Argentina, queremos também esse apoio do Brasil”, explicou. 

De acordo com ela, o turismo é hoje a terceira atividade econômica mais importante do país e proposta de trabalho do governo atual é que vire a primeira. “O Ministério do Turismo do Equador possui quatro grandes políticas: fomento do turismo interno, turismo de qualidade, promoção especializada e articulação com os envolvidos na cadeia turística”, explica. 

Quito - A capital do Equador, localizada no noroeste da América do Sul, situa-se ao norte do país, na bacia do rio Guayllabamba, nas inclinações orientais do Pichincha (4794 metros), um vulcão na Cordilheira dos Andes. O M&E conversou com a gerente geral do Turismo de Quito, Luz Helena, que se mostrou otimista quanto ao recebimento de mais visitantes brasileiros. O destino registrou em 2010 pouco mais de 460 mil turistas, marca que deve ser ultrapassada em 6% agora em 2011. 

“Estamos elaborando planos de trabalho no Brasil. Esse é realmente um mercado que nos interessa. Temos laços que nos unem. Além disso, devemos aproveitar esse momento em que a economia brasileira está forte”, disse. Nas próximas semanas, Luz já tem reuniões agendadas com diversos operadores em São Paulo. 

Entre os fatores que podem impulsionar o turismo do Equador está a inauguração de uma novo aeroporto em Quito, que deve entrar em funcionamento em outubro de 2012. “Estará localizado a 20km da cidade. A pista terá 4.200 metros, o dobro do aeroporto atual”, afirma Luz. A capacidade hoteleira hoje é de 11 mil leitos. 

Homenagem – No final desta tarde, o Equador fez uma homenagem ao presidente da Santur, Valdir Walendowsky. Foram doadas diversas rosas ao estado. O Equador hoje é o terceiro maior produtor dessa flor no mundo. Em Quito, visitar as plantações de rosas é um dos atrativos. 



Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Praias de nudismo em Santa Catarina

Roteiro da Viagem, - Destino Gramado, entre a Serra Catarinense e a Gaúcha.

A importância da fotografia no turismo